[Valid RSS] Comunidade Blogueira Eva: A força destrutiva do fanatismo em blogs e echos

março 28, 2012

A força destrutiva do fanatismo em blogs e echos


Impressiona-me enormemente observar nos blogs e seus respectivos haloscans, até que ponto podem descer as pessoas aos subterrâneo obscuros da maledicência irresponsável, perversa e corrosiva, direcionada a participantes de um simples programa de televisão, criado com a intenção de divertir. 

E o mais grave, os maledicentes de plantão no PPV sequer conhecem de

 perto suas vítimas e nunca foram ofendidos ou prejudicados por elas

Trata-se portanto de um ódio gratuito, gerado pelo cego e insano fanatismo, sentimento altamente destruidor e autoritário e contagioso que, uma vez desencadeado, pode assumir proporções gigantesca e a força demolidora de uma tsunami.
As pessoas contaminadas pelo vírus letal do fanatismo perdem-se num turbilhão de sentimentos obscuros, embotam os valores e os princípios que norteiam a ética, o respeito pela dignidade do outro e a compaixão. A bondade, a ternura, a gentileza, a tolerância e a magnanimidade desaparecem do espírito do fanático, cedendo lugar à agressividade injuriosa, à violência dos insultos, aos impropérios, à maledicência caluniosa, à pusilanimidade pertinaz e à uma atitude obsidiante, perversa, persecutória e cega contra a pessoa por quem se sente antipatia, rejeição e ódio, sem nenhum fundamento em fatos concretos que justifique tais sentimentos e atitudes. 
E o mais espantoso é que o fanatismo não contamina apenas os jovens nem parte deles. Não! Estes são influenciados por pessoas adultas, tidas como responsáveis, em sua maioria senhoras com mais de trinta anos, muitas delas já na terceira idade, avós, mães, donas de casa, pessoas inteligentes, pertencentes à classe média abastarda, muitas com curso superior, pessoas pertencentes às camadas privilegiadas da sociedade, que se transformam em feras em época do BBB. O que se pode observar no universo dos blogs causa perplexidade e horror. 
Se muitos blogueiros são exemplos de correção e de comportamento ético impecável, exigindo dos seus leitores comentaristas uma conduta tão ética e comedida como a que adota. Em outros blogs, quem os dirige, comanda e posta são os primeiros a assumirem as mais execráveis manifestações do mais corrosivo fanatismo, e destrutivo esmagando, como um rolo compressor a dignidade, a honra e a moral dos seus perseguidos, dos que antipatizam e desejam eliminar do jogo. E quem dá o grito de guerra, estimulando para a fogueira da vilania, da maledicência caluniosa, sórdida, destrutiva, través de um palavreado chulo e da mais refinada retórica da baixaria, da canalhice e da insensibilidade. Perdem a noção de limite, julgam-se semideuses e semideusas acima do bem e do mal, a quem tudo é permitido.
Patrícia Kenney